desabafo de Patricia!


Eu adorei este email, ele me tocou de certa forma, tenho certeza que muitos vao se indentificar. Pedi autorizacao para compartilha-lo com voces!!!! Como a vontade de ajudar dela e' sincera, acredito que esta e' uma forma, o poder dividir os sentimentos. 


Oi Potira!
 
Nos meus ultimos emails tive q ser breve, por q estava meio corrido meu dia.
Estou na luta contra essa maldicao, e sinto que  me fortaleci um pouco desde que connheci seu blog.

Nos utimos meses mesmo apos ter compulsao, que em alguns dias era o tempo todo, eu nao vomitava. Tornou-se mais frequente em mim um sentimento de medo, repulsa, aversao, repudio a me curvar e vomitar. Mesmo nas situacoes nas quais eu comi, pensando em vomitar eu nao vomitei. Acabei engorando um pouco, acabei vomitando algumas vezes sabendo q amanha seria outro dia. Sentir o cheiro do vomito nas minhas maos mesmo apos lavar, passar creme me deixava com nojo. 

E uma luta ferrenha. Passei uma semana desintoxicando  bastou uma ida ao rstaurante e ao cinema para eu comer demais, e me sentir nervosa porque eu queria mais e nao podiaE por nao vomitar, por nao me livrar do peso q aquele alimento ali digerindo tinha sobre mim, imaginando meu corpo engordar, me sentindo um caso perdido e fadada a ficar gorda. Perdi tres dias assim. digo perdi porque nao fiz nada a respeito, nao usei minha inteligencia para escolher o que comer, usar a comida em meu favor e me nutrir a dequadamente.Mas ate isso tem um lado positivo, se for pensar que nos dois utimos meses eu demorava muito a me recuperar emocionalmente de uma crise e acabava entrando em outra em menos de dois dias. 

Em tres semanas( conta n do com essa)vomitei 5 vezes. Eu ja vomitei tres x por dia e me sinto aliviaa de isso estar no passado, e gostaria tambem que vomitar aconteca naturalmente apenas quando meu corpo involuntariamnete julgar necessario.

Mesmo que eu nao esteja indo a um terapeuta, ou tomando psicofarmacos, mesmo q eu nao fale com ninguem sobre, tem uma forca em mim que me faz erguer a cabeca e nao desistir que ao falhar me levanta e diz o sol vai voltar amanha, Quem acredita sempre alcanca.

desafio e ficar sozinha em casa com a filha. Pois posso ate estar de boa e basta um descuido e la estou pensando"eu posso comer isso e vomitar, estou sozinha". Quando o marido esta, as vezes ele traz coisas, eu exagero pensando "e so vomitar, mas eu nao tenho coragem. Estou juntando forcas p contar a ele, eu quero muito, mas ele descobrir essa maneira me apavora.
E tem o medo de morrer. Sou bulimica desde os 14 e fico pensando q estou cada vez mais perto de pagar com juros a divida com meu corpo. dos abusos q cometi com ele. E nao quero morrer, quero viver, verdadeiramente. Aproveitar a vida.

Estou me desintoxicando, tanto das junk foods, refrigerantes, acucar refinando, alimentos industrializaos, me libertandde depender disso. Quero chegar num estado onde eu possa dizer p mim, eu posso comer isso, mas nao quero.

Nao vou negar q as vezes aquela mordida que antecede a uma acrise me tortura. Mas hj me senti feliz pq eu a neguei uma vez, duas e nao precisei negar pela terceira vez, pq eu nao queria, nem pensava nela. E muito bom ir deitar com a sensacao de ter me alimentao, sem culpa, de maneira inteligente. Eh mui to bom poder dormir sem me lembrar q vomitei aquele dia.
Seu blog tem sido importante p mim, nao venho todos os dias, mas sempre venho.

Sabe me visualizo sem bulimia agora, lembro de como na gravidez comia e sentia o bem q aquele alimento fazia p mim e p minha filha. 

Outra coisa q tem feito diferenca enorme e a informacao. Entender que acucar vicia, que coisas com vaor nutricional ruim, mas hipercaoricas, me deixam carene de nutrientes e assim me sinto infeliz, e aumenta mais a compulsao. Entender q eu nao preciso disso pq tem uma serie de outros alimentos q me dao prazer e sao muito mehores p minha saude.  Q eu posso sentir o sabor dsles e me deliciar enquanto os cozinho e me lembro dos beneficios q aquilo vai me trazer... Qu ficar sem comer, cortar carboidratos e goruras m e restringe demais e me deixam com carencia nutriional e de novo me fazem desejar me empaturrar de comida. enho vigiado minha mente tambem, tentar indentificar as situacoes e mecanismos q me levam a ansiedade estres, cansaco. O sono p mim agora mais do q nunca e sagrado! Nao posso me arriscar a ficar cansada e assim favorecer aos impulsos.Se volto da corrida como coisas q me deixem saciada e feliz, tipo banana com iogurte aveia  linhaca, p nao sentir aqula vontadde devorar tudo pq eu comi um pedacinho de pao branco. Me pego pensando vou ter q vomitar, mas em seguida me lembro "esse alimento faz bem p vc, banana e ruim e dificil de vomitar, yogurte fede o banheiro todo de azedo". Estou ocupando minha mente com outros assuntos e afazeres. Lavo os utensilios  limpo o fogao, guardo as vasilhas de comida e esse ritual me manda uma mensagemeu "estou satisfeita, a refeicao acabou". Termino de comer o q eu pensei em comer naquela refeicao e penso, acabei. Seria muito mais dificil se eu estivesse desmotivada, sem esperanca sem confianca, e con certeza das outras vezs q eu tentei foi por isso q eu cedia, me sabotava. Hoje eu digo q nao quero isso mais.Nao quero mais alimentar esse ciclo.

Gostaria de um dia poder ajudar alguem com minha historia, ajudar tambem as familias a entender q o bulimico tem um limitacao, assimcomo um deficiente, um ex drogado ex alcolatra e ex fumante, q e importante respeitar esses limites e respeita-lo como pessoa. Sem esteriotipos, rotulacoes e julgamentos. E queria muito tambem q muita gente entendesse q a maneira como encaramos a comida, a qualidade da comida q oferecemos aos nossos filhos, essa industria alimenticia irresponsavel, o consumismo q comer se tormou em muitas metropoles( ex churrascaria, rodizios etc sao reflexos de um cultura de cosumo) a industria da beleza e a manipulacao da beleza isso tudo e cumplice do transtorno alimentar. Pensamos q controlamos a comida q dizer nao e facil, mas nao e, pq esse ambiente nos bombardeia com propagandas, com aromas, sabores tudo pensado para viciar e vender mais. O problema nao esta so no bulimico, mas so o bulimico pove acordar e perceber q ele tambem tem q romper com o sistema. Racionalmente. Perceber q esse sistema levou ele ate a beira do abismo mentiu p ele dizendo q era so ele pular e voar. E ai agente pula e cai vertiginosamente.
 
Falei demais.
depois passo p dar noticias!

Comentários

Postagens mais visitadas