Dicas de alimentacao para Bulimicos/as


Primeiro dia de março. 
Continuamos firmes no proposito de ajudar a todos no universo Bulimico!
Segue o texto da Nicole, pra quem ainda nao conhece e' a nova voluntaria da AAMICAS. 
Eu adorei o texto, espero que voces tambem gostem :) 
(P.P

"Como uma ex-bulimica e aluna de um curso de nutrição, me vejo na obrigação de conciliar as duas coisas e escrever um pouquinho para vocês. 
                 Primeiramente, não acredito que a nutrição é o ponto chave do tratamento de bulimia (a psicologia sim, se encarregaria deste mérito). Mas um fato muito  importante é que, quase a totalidade das pessoas que se vêem bulimicas vão atrás de um profissional nutricionista em primeiro momento. Muitas vezes elas nem dizem que sofrem deste transtorno, estão apenas querendo ajuda para controlar a alimentação e emagrecer sem passar por vômitos e outros métodos drásticos.
                 Por isso, é conveniente que o profissional se atente às dicas que uma pessoa com bulimia dá. Entendendo bem a doença e seus sintomas, não é difícil descobrir quem tem uma tendência a sofrer de transtornos alimentares ( ou quem já tem). Um nutricionista deve estar sempre pronto para ouvir um bulimico, compreendendo suas crises e sabendo que a dieta destinada a ele deve ser personalizada. 
                 E entendendo bem sobre a rotina de um bulimico, por  já ter ‘vivido’ três anos tristes e depressivos com a doença, posso passar algumas dicas básicas, mas não milagrosas, que poderão ajudar nos momentos em que a crise compulsiva querer aparecer.
                Uma pessoa com bulimia na maior parte das vezes tende a comer excessivamente antes de vomitar (ou acredita que comeu deste modo). Alimentos saborosos, que dão a sensação de ‘quero mais’ são os mais perigosos para desencadear as crises. Doces, tortas, massas... devem ser evitados ao máximo que fiquem à disposição.
                 A pessoa fica mais tentada a comer quando tem algo que ela gosta muito, mas a ausência de alimentos saborosos não vai necessariamente inibir uma crise compulsiva. Isto porque o bulimico não come por fome, mas para suprir algo que está vazio dentro dele (um sentimento não esclarecido).
                 As dicas nutricionais que eu posso dar que vão ajudar a ter maior controle seriam:
Beber muita água. Muita mesmo, em torno de três litros por dia. Água não faz mal, ela fará a pessoa ter menos sensação de gula e ,quem é bulimico sabe que ,quanto mais água tiver no organismo pior fica para eliminar os alimentos (pelo vomito). Então, se a pessoa busca um tratamento, ela saberá que não adianta ela vomitar porque só vai sair água.
Não querer emagrecer rápido demais com dietas drásticas. Tudo bem, sua amiga fez uma dieta e emagreceu 5 quilos em uma semana comendo só carne. Mas quem tem bulimia tem uma tendência enorme a chegar no final da noite de uma dieta e atacar a geladeira. Então,calma! Que tal parar de vomitar primeiro para depois ir buscando um emagrecimento saudável?

Coma um lanche que satisfaça no final da tarde. A maior parte das pessoas com MIA tem crises no final da tarde. Se você comer um lanche saudável a ansiedade que leva às compulsões será menor. Sanduiche natural com um copo de leite é uma boa pedida!

Lembre-se dos legumes. Quando der uma baita vontade de atacar a geladeira, olhe para a gaveta lá em baixo, os legumes! Ralar ou cortar cenoura/pepino/tomate e temperá-los fará com que a ingestão de calorias não seja muito grande e, no exemplo da cenoura, ela estimula a mastigação que trará um maior gasto de tempo para consumi-la, podendo fazer com que os hormônios que levam a ansiedade abaixem e a pessoa fique mais apta a controlar sua alimentação.

Coma em público. Evitar comer sozinha é super importante, pois há um certo receio de ingerir uma quantidade exagerada de alimentos perto dos outros, principalmente conhecidos. O baixo-estima de um bulimico geralmente o faz ter vergonha do que as pessoas pensam sobre ele quando está comendo. Isto ajuda a controlar as quantidades.

                  Estas são algumas dicas que passo por minha experiência com a doença e por compreender que o profissional nutricionista tem um grande dever no tratamento da bulimia. A questão dos transtornos alimentares deve ser mais fortemente tratada nas faculdades de Nutrição. Não sou formada, mas passo minhas opiniões a fim de ajudar a quem passa por uma mesma situação que já passei. A melhor forma de satisfação é fazer minhas  superações exemplos para quem tem o mesmo medo que eu tinha."

Comentários

  1. concordo completamente ! Também já passei pelo mesmo . Este período da minha vida foi horrível tanto para mim como para os meus pais . Andei em vários psicólogos e nada resultava.No dia em que vinha da consulta na minha cabeça estava tudo claro como iria ser a mudança, mas no dia seguinte voltava ao mesmo . Nutricionistas ? nem vê-las de perto! Não me conseguia controlar e isso para mim era horrível ! Felizmente consegui vencer e isso é o que mais me orgulha :) deixa ser tu própria a mandar no teu corpo e não sejas escrava das tuas vontades súbitas . ser gorda ou magra bonita ou feia , as pessoas vão sempre criticar-te por alguma coisa. O segredo é ser-se , acima de tudo, feliz sendo as pessoas lindas e maravilhosas que nós somos . boa noite .

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas