NOVA INTEGRANTE


Esta nao e' a primeira vez que alguem do blog nos pede para trabalhar como volutaria na AAMICAS, mas e' a primeira vez que dividimos uma nova historia. Fizemos isto porque quem conversa com voce na Associacao sao pessoas que ja passaram pelas mesmas aflicoes. Esta e' a historia da Nicole. nova integrante e a sua historia e' parecida com a minha, com a de muitos aqui. Obrigada Nicole pela vontade de ajudar. Somos muito gratos.  Seja bem vinda.


Bulimia:
A história com a doença me aterrorizou por 3 anos,dos 15 aos 18. Descobri a bulimia através de uma revista adolescente que alertava o perigo desta doença,procurei saber mais na internet pois achei fascinante a ideia de comer tudo que gosto sem engordar e achei ridícula o fato de que isto pudesse se tornar incontrolável e tornar-se um vício. Em uma noite de comilança exacerbada com minhas amigas, no desespero,resolvi colocar a comida pra fora.Nem me preocupei,achando que ia parar por ali.No começo era difícil vomitar,a garganta doía e vomitava bem pouco.Os episódio de 'mia' só ocorriam quando exagerava no cardápio,isto no primeiro ano da doença.
Até que aos 16 anos fui morar fora de casa para estudar,com minha avó,que faz jus a fama de que vó faz comida boa.Cheguei na casa da minha avó com 53 kg,e sai de lá com 10 quilos a mais(em dois anos).Com o estresse da época pré vestibular, a distância dos meus pais,meus amigos e namorado (ex),os episódios de 'mia' tornaram-se diários.Normalmente se repetindo mais que uma vez ao longo do dia.

Me revoltei na casa da minha avó quando vi que havia engordado pelos contínuas compulsões que tinha,e proibi a entrada de qualquer doce ou alimento gostoso.Não adiantou,comia o que tinha.Até assusto em lembrar,mas a ansiedade era tanta que já cheguei a comer uma panela de arroz puro, ou umas 20 barras de cereal de chocolate, ou um saco de farofa.
Aprendi quais alimentos  são mais fáceis de serem colocados pra fora,usei muito laxante,e tive depressão.Minha vida,se é que posso assim chamar,tava um inferno.Resolvi buscar ajuda,sozinha.Não tinha coragem de contar pra ninguém,então procurei na internet um psicologo barato e que eu pudesse ir apé.Andei umas 15 quadras até encontrar o consultório,cheguei lá,chorei muito contando o que estava acontecendo,até que ouvi o que já sabia: TINHA QUE CONTAR PRA ALGUÉM.
Minha família ficou sabendo,me deu apoio e buscou ajuda especializada,primeiramente com psicólogo.Depois com nutricionista e por último com psiquiatra.Comecei a tomar anti-depressivos em dose alta.Não adiantou muito,aliás,até que piorou,pois misturava com álcool e fazia muita merda.Meus pais já não sabiam o que fazer,eu estava com alto-estima baixíssimo,bebendo como uma louca,dando trabalho e ainda reclamava da doença.
Desisti de tudo.Parecia que nada dava resultado.
Mudei novamente de cidade quando tinha 17 anos para cursar nutrição.Já pensava neste curso por sempre ter me preocupado com peso e dietas, a bulimia só me fez ter certeza do que queria.Nesta época,parecia que a bulimia era meu estilo de vida e que ia ficar assim pra sempre.Nem me preocupava mais,saia normalmente,estudava normalmente,tinha amigos,a única coisa diferente é que quando estava sozinha tinha crises de compulsão,vomitava e ficava depressiva.Mas tava me acostumando com a idéia.
Não posso dizer que foi em um dia em que falei:pronto,agora não tenho mais bulimia.Sinto que a doença foi me deixando assim que minha vida foi melhorando,fiz novos amigos e comecei a praticar exercício físico diariamente,sem excessos.Vi que a minha história de bulimia estava totalmente ligada a ansiedade por querer uma vida melhor.Só que em vez de buscar isto,descontava tudo na comida.A frase 'você tem fome de quê?' me faz refletir bastante o momento em que vivia.A minha fome era de passar no vestibular,ter amigos e pessoas que eu amo por perto ,e ser feliz.

Nicole. 
voluntaria AAMICAS

Comentários

  1. Nossa, totalmente como a minha historia, eu vim morar com minha avó, faço nutrição por esse motivo, mas quero perder aqueles malditos 7,5kg ainda...
    tenho uma otima vida social, mas quando estou sozinha tenho compulsões horriveis.

    quero fazer parte do grupo um dia!

    ResponderExcluir
  2. Sera muito bem vinda Mika, torcemos que faça mesmo!
    :)

    ResponderExcluir
  3. Olá , eu ultimamente ando me arrependendo de comer tantas besteiras,eu como como , e depois me sinto culpada , mas nunca vomitei ! mas as vezes me bate uma tristeza !, espero que nao seja nada disso , mais to com medo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas