38. Poder ajudar, será sempre um prazer

Poucos amigos pessoais sabem que escrevo este blog e nenhum deles acompanham meus posts. É um mundo completamente diferente e é preciso abrir a mente para ler sem julgar, para compreender as afliçoes de quem passou por um disturbio alimentar. Nao é fácil falar tao abertamente sobre as inseguranças, medos, vícios, loucuras e vomitos a todos. Nao é o assunto mais confortavel do mundo para se dividir com aqueles que se dizem normais.

Porém, se observarmos de perto ninguém é normal, todo mundo tem a sua loucura, o seu mundo e algo imperfeito dentro de si. Todo mundo procura ser perfeito em algum momento ou aspecto da vida, a auto cobrança existe mesmo longe do mundo bulimico. Assim como os vicios, a vaidade, o exagero, a ansiedade, enfim; temos características similares a de muitas outras pessoas que nao passaram e nem passarao por um distrubio alimentar, mas nem por isso me deixei de me achar um E.T nos anos que estive bulímica

O simples processo de se alimentar, nem sempre foi tao simples para mim. Eu entendo que para muitos inclusive para meus amigos será sempre difícil de entender este meu lado, este meu passado e este meu eu. Mas este blog nao é escrito pensando neles, e sim para as pessoas que vivem, viveram ou se aproximaram deste mundo. É confortável saber que quando escrevo aqui cada vez mais pessoas se indentificam e dividem as mesmas dificuldades que passo e que um dia superei. E nesse mundo distante existe uma compreensao mútua, uma vontade de ajuda coletiva, pois sabemos do sofrimento, da dor, dos medos e da vontade e desejos que a Bulimia esconde.


Ler histórias é uma redescoberta ao próprio mundo, poder falar já é uma liberdade, se sentir compreendida é se indentificar, conseguir confiar, poder ajudar será sempre um prazer.

Comentários

  1. Cada vez mais gosto do seu blog! Vc consegue traduzir em palavras oq uma pessoa com bulimia sente! Obrigada por se preocupar em tentar ajudar, ou pelo menos, em nos mostrar que há esperança!

    ResponderExcluir
  2. Eu sofri com a bulimia durante 18 anos. Começou quando eu tinha 17 anos e estava acima do peso. Comecei a vomitar tudo o que comia e cheguei a pesar 38 kg aos 21 anos, mas ainda assim me achava enorme! Depois eu fui me "permitindo" manter uma parte da comida que eu ingeria, mas só parei mesmo aos 35 anos, quando decidi engravidar. E isto à base de muita terapia e dieta. Hoje eu estou com 37 anos e ainda não posso dizer que me sinto totalmente confortável em relação à comida. Fica sempre aquela sombra, aquele medo de cair novamente em tentação...

    ResponderExcluir
  3. A bulimia é um disturbio dificil de ser compreendido por nós, imagine pra qm está de fora... Me sinto tão triste qndo penso q estou enganando minha mãe...

    ResponderExcluir
  4. Queremos mais posts!

    ResponderExcluir
  5. pRECISO DE AJUDA..ANTES QUE ACONTEÇA O PIOR...

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Muito bom o seu blog, me trouxe uma grande compreensão da bulimia! Continue escrevendo, com certeza você ajudará muitas pessoas!

    ResponderExcluir
  7. Olá tudo bem,Adorei o teu blog,muito
    Lindo! Queira que desse uma olhada no meu ,e me ajudasse a divulga-lo,gostaria também que você pudesse comentar,sobre o que achou.
    Aqui está o Link : http://decisoes-confissoes.blogspot.com/ ,fiz ele hoje,por isso ainda tem poucas postagens.Meu Blog tem a intenção de ajudar pessoas com anorexia /Bulimia.
    Obrigada.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas